[ editar artigo]

A dificuldade no aprendizado da oração

A dificuldade no aprendizado da oração

Orar não é o simples ato de falar com Deus, mas orar tem a ver com ouvir Deus, obedecer ao que ele ordenou e cumprir o que ele tem ordenado. Muitos de nós, nesse tempo, temos nos associado à oração dos gentios no tempo de Jesus, pensamos que pelo muito falar seremos atendidos. Se você não conhece Deus e não sabe quem você é para ele, tem grandes chances de estar simplesmente perdendo seu tempo, achando que o seu “muito falar” tem sido oração. Oração começa com ato de silenciar a você mesmo e a sua alma, que está “cheia de boas ideias”. 

 

“Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; assim sejam poucas as tuas palavras. Porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras.” - Ec 5.2-3

 

Eu acho fantástico esse conselho de Salomão! Acredito e tenho visto muito nesse tempo que é muito pior, o orar errado do que o não orar. E como professor, eu posso afirmar, é muito mais fácil ensinar quem não sabe, do que ensinar e corrigir quem aprendeu errado e acha que está certo.

Orar não significa simplesmente derramar o seu coração, mas significa encontrar-se com o coração de Deus. Afirmar que o ser humano deseja orar por natureza, ou buscar o coração de Deus por natureza é um grande erro que infelizmente tem sido difundido no meio da igreja nos dias de hoje. Desejar, lamentar, se alegrar ou entristecer não é oração. Orar é silenciar diante de Deus e conhecer o seu coração, é o falar a partir do que você tem conhecido dele.

 


Se conhece alguém que vai gostar do que você acabou de ler, compartilhe esse post. Vamos juntos desenvolver  e difundir uma cultura de oração.

Quer saber mais sobre oração, devoção, espiritualidade e assuntos como o deste post, conheça a Escola de Oração do Instituto Âmago.

Religião

Ler conteúdo completo
Indicados para você